O LIVRO QUE SONHEI – Por Clemildo Brunet*

Clemildo1Na noite do ultimo dia 31 de maio, a cidade de Pombal, na Paraíba presenciou e testemunhou um dos momentos históricos dos mais importantes de sua existência.

Nas dependências do tradicional, Pombal Ideal Clube, com a presença de amigos, familiares e vários, além de amigos, contemporâneos, alunos e parceiros, foi lançado aquele que promete ser um best-seller da literatura radiofônica em nosso Estado.

Estamos falando da obra literária construída pelo nosso grande amigo e irmão, Clemildo Brunet cujo título é: HISTÓRIAS DO RÁDIO EM POMBAL.

Com muita alegria e prazer estivemos presentes ao evento prestigiando o amigo presbítero Clemildo.

Hoje, o autor nos envia belo texto a respeito, que reproduzimos abaixo.

Ao povo pombalense fica aqui a nossa gratidão pela bela acolhida e os parabéns pelo pioneirismo desse homem que fez surgir e mantém vivo um dos instrumentos mais importantes da comunicação: o Rádio.

da redação, Dc Eliezer Gomes

*********************************************************************

“Este livro traz os significados dos sonhos. Desnuda o diapasão de memórias e

reminiscências…” Prof. Dr. José Cezario de Almeida.

A vida é um pensamento vário, a gente não sabe aonde chegar. Nela está àvolubilidade desde a mais tenra idade até a fase adulta. É a variante que tratade uma via de comunicação projetada numa diretriz diversa do projeto original.

No início a capacidade de imaginar e a vontade de fazer. O sonho que alimenta a esperança de quem sonha. Nós brasileiros, vivemos de sonho e esperança, isso faz com que o nosso sonho, não sendo concretizado na sua totalidade faz com que fiquemos a espera que se realize de alguma forma.

Em 1966, um jovem sonhador, resolveu por em prática o que mais almejava para sua cidade natal. Instalar uma emissora de rádio, sem nenhuma possibilidade de registro oficial, pois o nosso país estava vivendo um período de exceção, o regime ditatorial dominava a nação, debaixo de uma ditadura militar.

Uma rádio, embora viesse beneficiar a população de modo público era ilegal. A despeito de tudo isso, essa atividade radiofônica na época, tornou-se a maior escola de profissionais na arte da comunicação já registrada em nossa história.

Era o sonho de alguns, pois o amor à arte fazia com que os amadores do rádio, procurassem o aperfeiçoamento na execução de suas tarefas. No entanto, o sonho de tantos jovens concretizados fez com que espaços fossem abertos a eles, na mídia nacional como Rádio, TV, Jornais, Internet e outros.

Como já disse de outras vezes não me canso de repetir. A ideia de editar um livro sobre a nossa radiofonia partiu de um sonho adormecido desde 2007 há exatamente sete anos passados.

A ideia do livro veio por força de uma circunstância, alguém me procurou para pedir informações sobre a comunicação e o rádio de Pombal. Até então, a pessoa havia buscado outros meios; porém, em vão, não encontrou nada que satisfizessem suas pesquisas.

Em conversa com o Jornalista João de Sousa Costa meu amigo particular, falando minha pretensão em contar num livro a história do rádio pombalense, ele me aconselhou fazer uso da internet (rede mundial de computadores) para colher subsídios. Então, instalei o blog Clemildo, Comunicação & Rádio www.clemildo-brunet.blogspot.com, aliás, um dos primeiros criados aqui na região de Pombal nos idos de 2007.

reminiscências…” Prof. Dr. José Cezario de Almeida.

Durante todo esse tempo e ainda nos dias atuais venho obtendo em contatos com amigos, dado necessário para mais dois livros, se for preciso. Nesse percurso de sete anos passei por problemas de saúde, o que me dificultou um pouco a realização do sonho da radiofonia pombalense ter sua história escrita em livro.

Em 2011 despretensiosamente convidei Paulo Abrantes para ser o Prefaciador do livro o qual prontamente aceitou. Surgiu então, “Histórias do Rádio em Pombal” nome sugerido por ele. O ano passado ao falar-lhe da obra literária e de não ter condições para imprimir, propôs faze-lo. Acompanhou e encaminhou o calhamaço a editora para a impressão e com seu apoio logístico o livro chegou as nossas mãos.

Agora posso dizer que meu sonho foi realizado graças a Deus e a um amigo comum Paulo Abrantes de Oliveira, a quem cognominei de “amigo mais chegado que um irmão”.

Na ocasião da Outorga do Diploma e Medalha “Epitácio Pessoa” maior comenda do parlamento paraibano, propositura do Deputado Dinaldo Wanderley, aprovada pela Assembleia Legislativa da Paraíba, concedida em sessão solene do dia 10 de junho de 2010, por transferência, dona Cessa Lacerda Fernandes, em virtude da saúde abalada, não podendo comparecer a sessão, fez concessão a Paulo Abrantes, que a representou muito bem e leu a mensagem enviada ao plenário deputado José Mariz.

Em um trecho da mensagem dona Cessa, vaticinando o instante de emoção

que vivo, disse: “Amado Clemildo, a sua glória continuará até chegar ao ápice dos seus sonhos: Editar um livro com toda a trajetória da sua vida na comunicação”. Digo que faço este registro profundamente comovido e com muitas saudades da nossa brilhante Poetisa pombalense.

A Radiofonia pombalense tem o seu livro: “Histórias do Rádio em Pombal” seu lançamento se deu no último sábado 31 de maio de 2014 no Pombal Ideal Club numa noite com muito glamour e clima agradável, onde estavam presentes autoridades, jornalistas, radialistas, escritores, professores, classe empresarial e outros seguimentos.

“Tudo tem seu tempo determinado” Eclesiastes 3:1

Pombal, 06 de junho de 2014.

Radialista, Blogueiro e Escritor. brunetco@hotmail.com – www.clemildo-brunet.blogspot.com

Algumas fotos registradas no evento.

Mesa de honra durante o lançamento do livro

Nossa saudação ao Clemildo e ao povo pombalense.

O professor Dr. José Cesário Apresentador da Obra,

O professor Dr. José Cezário Apresentador da Obra,

O escritor Paulo Abrantes prefaciou e apoio integralmente o projeto.

O escritor Paulo Abrantes prefaciou e apoio integralmente o projeto.

Presença marcante de amigos, familiares e intelectuais.

Presença marcante de amigos, familiares e intelectuais.

A digníssima esposa do autor exibindo a obra

A digníssima esposa do autor exibindo a obra

Com a palavra o jornalista e produtor cultural João Costa, um fiel discípulo do autor.

Com a palavra o jornalista e produtor cultural João Costa, um fiel discípulo do autor.

Momento especial de toda uma geração que faz parte, literalmente, do conteúdo da obra escrita por Clemildo.

Momento especial de toda uma geração que faz parte, literalmente, do conteúdo da obra escrita por Clemildo.

Visivelmente emocionado Clemildo agradece a todos e fala da difícil caminhada até aquele momento de glória.

Visivelmente emocionado Clemildo agradece a todos e fala da difícil caminhada até aquele momento de glória.

Momento de autógrafo

Momento de autógrafo

Uma resposta para “O LIVRO QUE SONHEI – Por Clemildo Brunet*

  1. Obrigado irmão Eliezer Gomes, por tão grande prestimosidade ao publicar meu artigo no blodiagonos, conceituado portal que registra os acontecimentos da nossa amada Igreja Presbiteriana do Brasil. Sinto-me lisonjeado com tão expressivo privilégio. Obrigado também por haver prestigiado o Lançamento de “Histórias do Rádio em Pombal” onde consta dois textos de sua lavra.
    Que Deus na sua infinita bondade e misericórdia continue o abençoando e de igual modo a sua distinta família. Abraço do amigo irmão,
    Clemildo Brunet de Sá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.