Rev. Fernando divulga carta aberta e solicita apoio para aquisição de veículo para projeto infantil

Esta é a Kombi, alvo do projeto. Click nas fotos para ampliá-las

Esta é a Kombi, alvo do projeto. Click nas fotos para ampliá-las

Recebemos nesta oportunidade, correspondência dos amados irmãos, reveren-do Fernando, Carolina, Levi, Clara e bebê, compartilhando as bençãos recebidas no ano de 2013.

Chamamos a sua atenção especial para parte da missiva que estar em negrito, e pedimos àqueles que desejarem para que ajudem na aquisição do bem, lá mencionado.

da redação, diácono Eliezer Gomes

Eis a carta na íntegra:

Rio Tinto, 25 de dezembro de 2013.

Queridos irmãos e amigos, estamos alegres em escrever novamente após uma longa interrupção de contato.

Antes de mais nada, desejamos a todos Feliz Natal e Feliz Ano Novo! Deus os abençoe com clareza cada vez maior sobre sua vontade para suas vidas e ânimo crescente para servi-lo no próximo ano.

Deixamos claro também nosso desejo de que continuem sendo nossos parceiros de ministério, com quem podemos compartilhar os desafios e conquistas alcançadas, bem como o desejo de que venham nos visitar!

Este ano foi atípico e corrido para nós como família e no ministério. Ainda assim registramos muitas bênçãos que queremos compartilhar com vocês.

Família

Em março Deus nos deu a oportunidade de ter férias e viajar para a Romênia, como fazemos a cada dois anos mais ou menos, e pudemos rever nossos familiares, amigos e igreja. Minha família pode conhecer nossa filha, Clara e rever o Levi, agora maior e falante. Para nós foi a oportunidade de encontrar a esposa do meu irmão e sua filhinha pela primeira vez. Deus nos agraciou com alguns dias de neve, os quais foram aproveitados plenamente e essa maravilha da natureza foi fonte de muita diversão para nossos filhos. Visitamos alguns trabalhos, incluindo um da APMT (Agência Presbiteriana de Missões Transculturais) e amigos em alguns países próximos.

Ao mesmo tempo em que foi uma alegria estar na Romênia, vimos que o país enfrenta um período difícil tanto econômico quanto religioso.

Em maio voltamos para o Brasil e gastamos algum tempo com a família da Carol em São Paulo, depois ela e as crianças permaneceram lá enquanto eu retornei a Rio Tinto. Ao retornar a nossa casa, pude finalizar uma reforma que havia sido iniciada pouco antes da viagem, uma varanda, que é um espaço mais privativo para a família e também refrescou muito a casa toda, melhorando a ventilação.

Para concluir essa parte sobre nossa família, informamos com alegria que logo no primeiro semestre deste ano recebemos a notícia de uma nova gravidez. Graças a Deus tem sido uma gravidez mais tranquila que as anteriores e já se aproxima do final. Aguardamos o bebê para fim de fevereiro, começo de março. Ainda não sabemos o sexo, por opção. Estamos aguardando por essa surpresa no momento do parto. Pedimos a todos que orem pela Carol, gravidez, parto e pelo bebê e sua relação com Levi e Clara.

Igreja

Quanto ao trabalho na igreja local em Rio Tinto, podemos dizer que esse foi um ano bastante proveitoso, no qual sentimos certas melhoras. Com alegria registramos a restauração de alguns membros e mais integração no trabalho, mais maturidade. Foi um ano no qual percebemos um aumento no número de visitantes e também de novas pessoas que estão frequentando regularmente a igreja, findando seus cursos de discipulado bem como outros que estão sendo preparados para o batismo.

Após quatro ano de silêncio, de dificuldades, obstáculos, podemos ver que a igreja começa a crescer.

O programa com as crianças que começamos dois anos atrás é um dos trabalhos que mais envolve a igreja e produz alegria, cujos frutos estão bastante visíveis. As crianças agora estão presentes também na Escola Dominical, no culto vespertino e os pais de algumas começam a dar os primeiros passos de aproximação em nossa direção.

Mês passado iniciamos o MOPS (mães de crianças em idade pré-escolar), um grupo de mães para se apoiar mutuamente, trocar experiências e mostrar o amor de Cristo. As reuniões do MOPS foram a porta de entrada para a aproximação de algumas mães dessas crianças que já frequentavam a igreja.

Continuamos nosso trabalho de discipulado e restauração e no mês de agosto recebemos novamente a equipe da WDA/EUA que vem regularmente, com a qual tivemos um tempo intenso de trabalho, conferências e treinamentos tanto com a igreja, quanto conosco pessoalmente e também noutras localidades (igrejas e seminários). Consideramos um ministério vital e por isso esperamos que cada vez mais as pessoas se envolvam com ele.

Durante o ano tivemos alguns eventos evangelísticos e de envolvimento com a comunidade, dos quais destacamos o dia das mães, em que foi feito um chá da tarde, dia das crianças e um dia inteiro com a presença da Federação das SAFs aqui, fazendo evangelismo, bazar, oferecendo corte de cabelo gratuito etc.

Duas semanas atrás estiveram conosco Tony e Sônia, do Canadá e fizeram um dia especial com as crianças, com entrega de presentes que trouxeram consigo e brincadeiras.

Além de pedir que orem pelos nossos programas, trabalhos, crianças e tudo o que foi citado, desejamos compartilhar dois grandes motivos de oração, urgentes e prioritários para o próximo ano.

  1. A criação de um parque infantil, onde as crianças da cidade possam ter um tempo de lazer com seus pais, pois não há nenhum parquinho em Rio Tinto. Precisamos de oração e parceiros.

  2. Compra de uma Kombi para facilitar o transporte das crianças para a igreja. Já pagamos a entrada (R$1.800,00) com uma oferta feita pro dois presbíteros amigos, um de João Pessoa e outros de São Paulo, mas ainda precisamos de R$22.000,00 (vinte e dois mil reais). Parte desse dinheiro foi prometido por algumas pessoas da igreja ao longo do ano, em parcelas, mas precisamos entregar o dinheiro todo, à vista, o mais rápido possível e não dispomos do mesmo. Precisamos ou de ofertas ou de um empréstimo que possa ser pago em parcelas pela igreja. 

Ensino

Como ministério paralelo tenho lecionado com MINTS (Seminário Internacional de Miami), sendo coordenador em João Pessoa e Campina Grande e dei aulas em Itaporanga, Gravatá e Caruaru. Recebemos muitos professores este ano, tanto brasileiros quanto estrangeiros. Também dei uma aula semanal durante todo o ano no Seminário Congregacional de João Pessoa e participei de algumas conferências missionárias. Temos no coração um grande desejo de continuar ensinando, treinando e auxiliar em conferências, especialmente de missão.

Pedimos que os irmãos orem para que Deus abra cada vez mais portas para esse ministério bem como portas para o sustento do mesmo.

No fim de nossa carta, agradecemos a Deus por sua graça em nossa família, igreja e ministério. Agradecemos por cada irmão que ora e sustenta nosso ministério e pela oportunidade que tivemos de ver nossos familiares e igrejas distantes.

Pedimos oração para que Deus continue abençoando nossa família e ministério e nos conceda outros parceiros que possam se envolver conosco e nossos trabalhos e projetos.

Por favor, entreguem nossa carta às suas igrejas, caso seja possível.

Deus os abençoe!

Esperamos notícias.

Em Cristo, Rev. Fernando, Carolina, Levi, Clara e bebê.

Veja algumas fotos:

unnamed (2)

unnamed (3)

unnamed (4)

unnamed (5)

unnamed (6)

unnamed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *