ELE RESSUSCITOU! escrito pelo autor em 23 de abril de 2011

Rev. Estevão Domingos

Rev. Estevão Domingos

Estamos celebrando a ressurreição do nosso Redentor, o Senhor Jesus Cristo. Proclamamos que Ele está vivo, entronizado junto ao Pai, assim como está presente na vida da Igreja. Proclamamos que a sua morte garantiu a nossa reconciliação com o Pai e a sua ressurreição é o penhor da nossa esperança. Assim como Ele ressuscitou, um dia, na Sua Vinda, nós também ressuscitaremos. Naquele dia o nosso corpo mortal se erguerá das entranhas da terra, será transformado, e subirá glorificado à presença de Deus.  A ressurreição de Jesus representou a autenticação da sua obra, a legitimação do seu sacrifício e a consumação da sua vitória sobre o diabo, o mundo e o pecado.

O mundo questiona a ressurreição de Jesus e tenta desqualificá-la. Foi assim desde o princípio (Mt 28.11-15). Sabendo que o mundo “jaz no Maligno” (1Jo 5.19), é fácil compreender a origem e o interesse do mundo. A Igreja não foi erguida sobre o fundamento de uma mentira. O milagre da ressurreição foi testemunhado por muitos e veio a ser o fundamento seguro da fé que tem movido, alimentado e saciado o povo de Deus no correr dos séculos.

A verdade é que, se desde o princípio a mensagem da cruz causava perturbação e resistência (1Co 1.18-25), é assim também com a pregação da ressurreição (At 17.18). O fato indiscutível é que enquanto o tempo lança pó sobre as lápides que identificam as sepulturas de reis e profetas, de sábios e filósofos, e dos fundadores das mais expressivas religiões, o túmulo de Jesus está vazio.

A ressurreição de Cristo é a garantia da nossa justificação. Cristo destruiu os grilhões da morte e triunfou sobre ela na sua ressurreição. A morte foi vencida e em breve será lançada no lago de fogo (Ap 20.14). Um dia, o nosso corpo de humilhação também se erguerá da sepultura e brilhará em glória por toda a eternidade no novo céu e nova terra.

Finalmente, enquanto o mundo resiste ao testemunho da ressurreição, nós seguimos as pegadas daquele que esteve morto, mas ressuscitou; daquele que se fez servo, sendo o Rei dos reis. Seguiremos servindo àquele que é o juiz de vivos e de mortos e diante de quem todos comparecerão no fim.

Vídeo, muito inspirador  (Grupo Vida/MT). http://www.youtube.com/watch?v=ho6tBiIrfuk&feature=fvwrel

 Rev. Estevão Domingos – E-mail: rev.estevao@gmail.com

Uma resposta para “ELE RESSUSCITOU! escrito pelo autor em 23 de abril de 2011

  1. Muito boa esta mensagem do Pr. Estevão, obrigado.
    Presbítero Jeroan Gomes
    IPB de Patos – Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *